Arquivo da categoria: Multiplica! Centro-oeste

Sementes com uma história gravada

Gerações de muito amor pela vida

Multiplica! Itinerância Centro-oeste

umasementeummundo

Estas são algumas das sementes crioulas com história que foram resgatadas e multiplicadas após o contato e vivência com cada um dos guardiões durante a itinerância em 2014.

historia-9historia-8 historia-7 historia-6 historia-5historia-4 historia-3 historia-2 historia-1

Assentamento Denis Gonçalves

Terra conquistada com luta, motivação de produção agrícola

Fazenda Fortaleza de Sant’Anna (Goianá / Coronel Pacheco, MG)

Como parte do trabalho realizado com o pessoal “juçareiro” do sitio Serra Velha (Rio Pomba, MG), tivemos a oportunidade de visitar e apresentar o projeto Multiplica! no assentamento Denis Gonçalves onde Arthur Petrus estará ministrando um curso de agro-ecologia durante os próxmos 6 meses.

DSC_6827

Com esta missão fomos até o município de Goianá participar das primeiras aulas do curso no assentamento que está fixado na centenária Fazenda Fortaleza de Sant’Anna. Na responsabilidade de informar e gerar um debate sobre sementes crioulas e soberania alimentar, nos surpreendemos com uma linda mística de apresentação, encenanda com um discurso sobre os agrotóxicos. Aproveitando a oportunidade, fomos mais atrevidos e além de apresentar o vídeo do projeto e abrir conversas sobre sementes, também projetamos vídeos sobre bio-construção e assim entramos na questão da autonomia em todas suas necessidades.

DSC_6905

A Fortaleza de Sant’Anna é um lugar histórico que abriga um dos mais conhecidos sítios arqueológicos da Zona da Mata. Com uma mítica cadeia de cavernas, alí está a conhecida Babilônia, onde foram encontrados, no começo do século passado, uma família indígena mumificada. Além disso, as construções originais da fazenda conservam a estrutura original utilizada para a produção de café na segunda metade do século 19, quando chegou a ter 270 escravos. Algumas famílias de descendentes ainda vivem no lugar.

DSC_6921-2

Claro, munidos de Bio-Munição, ao final das oficinas, organizamos uma feira de troca de sementes para a comunidade, o que rendeu 17 guardiões que se comprometeram em multiplicar dezenas de espécies em sua recém conquistada terra. Nós? Também saímos felizes com as trocas, onde nos confiaram históricas sementes crioulas de suas famílias, além de espécies nativas da fazenda de sabeselá quantos anos atrás.

DSC_6897

As 90 famílias que vivem na Fazenda atualmente tem a posse legal da área de 4 mil hectares (abrangendo 4 municípios) que após ser declarada improdutiva foi cedida ao INCRA. Improdutiva? Não para quem tem muita motivação e capacidade de plantar, multiplicar e produzir.

DSC_6838

Os sábios da terra declaram: Nosso povo será guardião do patrimônio cultural e natural desta propriedade.

Sitio da Lilian e do Mauro

Família que produz diversidade e multiplica sementes sobrevive da terra

Sítio da Lilian e do Mauro (Rio Pomba, MG)

Como é possível alimentar o mundo de cultivo agroecológico?

Em sua pequena propriedade Lilian e Mauro plantam tantas espécies que fica impossível contar o que produzem e deixam crescer.DSC_6790.3

Entre hortas de verduras e hortaliças, plantações de feijão, arroz e milho, diversas espécies de abóbora, fava e feijão em sua maioria crioulas de gerações, além de frutíferas, PANCs, flores e árvores. O casal tem 16 filhos adotivos e sua produção anual alimenta sua família, reproduz sementes e ainda tem excedentes.

Lilian é agro ecóloga de pai agricultor e Mauro é um sábio da terra que diz não trocar o campo pela cidade por nada. Juntos em seu sítio o casal recuperou áreas degradadas, reativou um rio, transformou pastos de braquiara em diversidade de árvores e alimento.
Mauro conta que entre suas formas de plantio valoriza o consórcio em áreas de agrofloresta, além de utilizar a rotatividade para os plantios de uma única espécie em quantidade, com o objetivo de manter a fertilidade do solo.

moinho

Sua propriedade tem um moedor de cana de tração animal, um monjolo de arroz e um moinho de água que foi reativado e trabalha diariamente produzindo o fubá que a família comercializa.
Mauro conta que entre as estratégias para proteger seu delicioso milho crioulo dos roedores, já manteve no celeiro uma cobra como guardiã, com a qual teve que fazer amizade para apanhar as espigas utilizadas para o fubá.

DSC_6795

Conheça uma pequena parte da enorme variedade encontrada neste sítio cheio de vida e conhecimento da terra.

Unidade Serra Velha

Com quem ama a Juçara, a princesa da mata atlântica

Unidade Serra Velha (Rio Pomba, MG)

DSC_6522
Colhendo e produzindo a polpa da juçara, o açaí da Mata atlantica, esta é a forma sustentável de explorar esta espécie sem desmatar para utilizar o palmito.
Arthur, Gonsales, Paulista, Lucas e Pedro são os guardiões desta vila ecológica onde há 7 anos estão multiplicando diversidade. Plantam diversas espécies de milho e feijão além de muitas outras frutíferas, PANCS, plantas típicas e exóticas na região.
Apaixonados pela Juçara, além de coletar o fruto para produzir a polpa, plantam dezenas de outras árvores de Juçara, espalham sementes desta espécie pelo Brasil e aproveitam para conscientizar sobre o problema causado pela coleta do palmito.
Muita música, alegria e respeito é o que une os rastas deste paraíso da Juçara na serrinha onde estes guardiões estão gerando vida e produzindo muito alimento saudável em equilíbrio total com o meio ambiente.

DSC_6557
Conheça o projeto Repovoa Palmeira Juçara

III Encontro Internacional de Sementes Livres

Inicia a itinerância com sementes em abundância

III Encontro internacional da rede de sementes livres (Inconfidentes, MG)

10341445_719199334790684_2052631874988822912_n

Já sentimos com que força vem os “novos guardiões”.
Deste encontro, fica em cada um dos quinhentos participantes plantada a experiência de nossos irmãos agricultores e guardiões de vários países latinos, através de palestras e oficinas que abordaram desde as formas de conservação e adaptação das sementes nativas até a importância de plantar sementes em cada criança para uma consciência e contato com a terra. No entanto, muito além das formalidades do padrão congresso, nesta vivência única, e diria fundamental, a nós seres humanos que ainda temos uma mínina conexão com a pachamama, foi a sintonia orgânica, quase simbiótica de amor, respeito e felicidade através destes pequenos elementos geradores de vida, tratados com tanto carinho por seus guardiões.

10389997_719199181457366_2484136607404801151_n

No acampamento junto ao ginasio do IFsuldeminas, dezenas de barracas abrem suas portas todas as manhas destes 4 dias com uma proposta em comum: multiplicar e gerar vida. Todos carregados com suas amadas sementes, trocam, doam, recebem, compartilham idéias e se convidam para experiências juntos. A motivação em recuperar e conservar espécies une jovens, idosos, crianças, agricultores, estudantes, viajantes, pesquisadores e entusiastas numa missão comum, e as ações individuais e coletivas de todos já mostram que só iremos crescer mais cada dia, os semeadores estão armados e muito animados.

1959486_719199404790677_4504668593977700376_n

Multiplica! saiu com mais de 150 espécies diferentes e com diversos guardiões comprometidos nesta multiplicação que não pretendem parar até este planeta se sentir vivo novamente.
(fotos por conta de Clau Menegatti)